Home / Blog / A Verint, empresa a qual a Suntech faz parte, é reconhecida no guia da Gartner pelo segundo ano consecutivo

A Verint, empresa a qual a Suntech faz parte, é reconhecida no guia da Gartner pelo segundo ano consecutivo

Em 2020, 80% das grandes empresas, 25% das médias empresas e 10% das pequenas empresas terão investido em capacidades EDR, de acordo com o Guia de Mercado da Gartner de Soluções de Detecção e Resposta para Endpoints, de Peter Firstbrook e Neil MacDonald, publicado em 30 de novembro de 2016. De acordo com o relatório, “O rápido crescimento das soluções de EDR é um resultado principalmente das preocupações no nível de CIO e executivos em relação ao aumento da divulgação pública de perda de dados que resultam de ataques avançados e direcionados que escaparam dos controles preventivos tradicionais e permanecem sem serem detectados por longos períodos de tempo.”

“Os segmentos que dependem cada vez mais da segurança, como finanças, telecomunicações, alta tecnologia, indústria farmacêutica, governo, defesa e infraestruturas críticas são os setores mais comuns onde o EDR vem sendo implantado”, o relatório revela.

A Verint foi novamente reconhecida como um fornecedor representativo no relatório de 2016. O Sistema de Proteção contra Ameaças Cibernéticas Avançadas da Verint inclui todos os recursos essenciais para uma solução de EDR: Detecção, contenção, investigação e reparação. Mas ao contrário de muitas soluções do mercado, a plataforma detecta anomalias e realiza análises forenses detalhadas na rede, assim como no endpoint, levando a um quadro mais completo dos ataques complexos, enquanto estes se movem pela organização.

O Sistema de Proteção contra Ameaças Cibernéticas Avançadas é uma plataforma unificada, guiada por inteligência, que detecta violações em toda a cadeia de ataque e revoluciona a forma como os ciberanalistas trabalham. A solução reproduz analistas para automatizar o processo de investigação, transformando milhares de pontos de dados em inteligência – acelerando rapidamente o caminho desde a detecção até a resposta. De acordo com o relatório da Gartner, muitos “compradores tendem a ser organizações de segurança mais maduras que apresentam dificuldades em relação as definições de alertas e respostas a incidentes, e que buscam melhorar a produtividade de seu Centro de Operações de Segurança.” Através do poder de investigações automatizadas, o sistema simplifica a investigação, não apenas através do aumento de produtividade, mas também ao permitir que analistas de Nível 1 possam lidar com incidentes que anteriormente exigiam um especialista.


Fique por dentro!

Receba informações exclusivas e aprofunde seu conhecimento.




Sociais